(31)97121-7169​⁠​

NO AR

MUSICAS DE SUCESSOS

Com SINTONIA FM 87,9

Esporte

Palmeiras 3, Cruzeiro 3

Publicada em 30/06/17 as 22:28h por SINTONIA FM 87,9 - 20 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: SINTONIA FM 87,9)

O jogo Palmeiras x Cruzeiro aconteceu ontem no dia 28 de junho de 2017 às 21:45 no Estádio Alianz Parque, pelas Oitavas de final da Copa do Brasil.

O Palmeiras começou buscando o ataque e logo aos 3 minutos obrigou Fábio, goleiro do Cruzeiro, a fazer grande defesa, cedendo escanteio ao adversário. Na cobrança a zaga do Cruzeiro rebateu e Romero passou a bola para Alisson que puxou um contra ataque, armando uma jogada em alta velocidade, lançando Diogo Barbosa na lateral esquerda do ataque cruzeirense, que foi a linha de fundo e serviu uma linda bola para Thiago Neves abrir o placar aos cinco minutos de jogo.

O Palmeiras, time da casa, sentiu o baque, mas a torcida empurrou o time que quando tentava retornar ao jogo levou o segundo gol. Houve uma disputa acirrada entre as equipes e Thiago Neves e Rafael Sóbis, colocaram a bola no chão e em uma triangulação, em alta velocidade, com Robinho, acharam Ezequiel na linha de fundo que cruzou da direita para Robinho fazer o primeiro gol no seu ex-clube e ampliar o placar aos 18 minutos do primeiro tempo.

O Cruzeiro estava avassalador e dominava por completo o meio de campo, frente a um Palmeiras totalmente perdido. Cuca mexeu no seu time tentando acertar a marcação, tirou o lateral direito Fabiano, e colocou Egídio, ambos os ex-jogadores do Cruzeiro. Nada adiantou, o Cruzeiro seguiu melhor. Aos 30minutos Romero rouba a bola e toca para Thiago Neves puxar o contra ataque e servir Alisson que penetrou velozmente entre os zagueiros e tocou com categoria na saída de Fernando Prass, que nada pôde fazer. Cruzeiro 3 x 0. Placar inacreditável, antes do início do jogo.

O Cruzeiro foi para o vestiário com uma ampla vantagem que parecia já ter garantido a vitória e que esta era só uma questão de tempo para se consolidar.

Nos vestiários Cuca mexeu novamente no time colocando o atacante colombiano Miguel Borja no lugar de Guerra, que saiu lecionado no fim do primeiro tempo. No Cruzeiro, Mano sacou Lucas Romero, amarelado e voltando de contusão e colocou Hudson.

As substituições surtiram efeitos contrários, o Palmeiras voltou com uma postura totalmente diferente pressionando e buscando o jogo e o Cruzeiro parece que sentiu a saída do meia Romero. Se Thiago Neves foi o nome do jogo no primeiro tempo, pelo lado do Cruzeiro, Dudu esqueceu o juiz e resolveu jogar bola e chamou o jogo para si. Logo aos sete minutos converteu o primeiro gol do Palmeiras, em uma falha de marcação da zaga cruzeirense. O time cruzeirense sentiu a pressão e estava atordoado em campo e aos 16 minutos Dudu novamente balançou as redes. Mais uma vez em um bate rebate na área do Cruzeiro, os zagueiros cruzeirenses deixaram Dudu livre de marcação e o garoto diminuiu o placar e incendiou de vez a torcida do Palmeiras.

Mano tentou conter o Palmeiras e tirou Robinho e colocou Ábila, para segurar o time paulista, mas a substituição não surtiu efeito e aos 20 minutos, Willian, "o do bigode", como era chamado pela torcida do Cruzeiro, seu ex-clube, deixou tudo igual.

Novamente a zaga mineira bateu cabeça e "O Bigode" não perdoou. Palmeiras chegou ao empate e novamente o futebol dá lições, o que parecia impossível estava se concretizando.

O Palmeiras que saiu visivelmente abalado e desmoronado no fim do primeiro tempo, resurgiu das cinzas e heroicamente buscou um empate.

Mano Menezes queimou sua última substituição, quando Ariel Cabral saiu machucado, para entrada de Henrique, que inverteu a posição com Hudson e conseguiu segurar o ímpeto do Palmeiras, mas não a ponto do Cruzeiro buscar novamente a frente do placar e o jogo terminou assim, 3 x 3, com dois tempos distintos.

O Cruzeiro leva um bom placar para o segundo jogo em Belo Horizonte em se tratando de Copa do Brasil, mas amargo por ter sentido o gosto da vitória ao abrir três gols de vantagem no primeiro tempo e o Palmeiras apesar do empate em casa, ainda mais com três gols sofridos, saiu de campo com um sabor adocicado, pois provou um poder de reação incrível ao buscar um resultado tão adverso contra um grande time como o Cruzeiro.

Estes foram apenas os primeiros ingredientes de uma disputa acirrada entre dois grandes clubes brasileiros, com muita tradição nesta competição, somando sete troféus, sendo quatro pelo Cruzeiro e três pelo Palmeiras. Curiosidade que ambos os times têm uma conquista em cima do adversário.

O Mineirão será o palco do segundo jogo, no dia 26/07/2017, às 21:45, onde com certeza mais um capítulo cheio de emoções promete ser escrito por estas duas equipes.


Reportagem: Elmo Gomes




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

ENQUETE
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

LIGUE E PARTICIPE

(31) 3456-0029

Visitas: 22207
Copyright (c) 2017 - SINTONIA FM 87,9